Gases utilizados no Oxicorte

Gases utilizados no oxicorte 1
quais os gases do oxicorte

O processo Oxicorte é largamente utilizado no corte de metais na área da indústria. Para que ele seja realizado, é necessário que se saiba quais os gases para oxicorte, são utilizados nesta tarefa.

Você verá abaixo os gases utilizados neste processo de corte e as características de cada um.

Gases para oxicorte

Para criarmos uma chama oxicombustível, são necessários pelo menos 2 gases, sendo um deles sempre o Oxigênio e o outro um gás combustível.

Gás Oxigênio (O2) para Oxicorte

O oxigênio é o gás mais importante para os seres vivos, existindo em grande quantidade no ar. Este se caracteriza por ser inodoro, incolor, não tóxico e mais pesado que o ar. Além disso ele tem uma pequena solubilidade na água e álcool.

Este gás por si só não é inflamável. Porém sustenta a combustão, reagindo violentamente com materiais combustíveis, podendo causar fogo ou explosões.

O oxigênio pode ser obtido de duas formas:

  • Através de reações químicas pela eletrólise da água. Contudo este método é utilizado apenas em laboratórios, em função de sua baixa eficiência
  • Através da destilação fracionada do ar atmosférico. As fases do processo são: aspiração, filtragem, compressão, resfriamento, expansão, interação e evaporação.

Gases Combustíveis

Podemos utilizar vários os gases combustíveis para ignição e manutenção da chama de aquecimento. Os gases que podem ser utilizados são Acetileno, Propano, GLP, Gás de Nafta, Hidrogênio e Gás natural.

Dentre estes, os mais utilizados são o Acetileno e o GLP.

1 – Gás Acetileno (C2H2) para oxicorte

Dentre os vários gases citados, o acetileno é o de maior interesse no uso industrial. Porque possui uma elevada temperatura de chama (3.100 °C), em função deste hidrocarboneto possuir o maior percentual em peso de carbono que os outros combustíveis.

É um gás estável em temperatura e pressão ambientes, porém não se recomenda seu uso sob pressões superiores a 1,5 kg/cm2. Nestas o gás pode entrar em colapso e explodir.

O gás acetileno, do oxicorte, é obtido a partir da reação química do mineral carbureto de cálcio (CaC2) com a água. O carbureto de cálcio por sua vez é produzido dentro de um forno elétrico num processo contínuo pela reação do carvão coque com a cal viva a uma temperatura de 2.500 °C.

Este gás acetileno pode ser vendido em diversas granulometrias sob forma sólida, podendo ser usado em geradores para obtenção de acetileno no local de uso.

2 – GLP

O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) é uma mistura de 2 gases (Propano e Butano) que são hidrocarbonetos saturados. O GLP é incolor e inodoro em concentrações abaixo de 2% no ar.

É um gás mais pesado que o ar e é utilizado como combustível para queima em fornos industriais, aquecimento e corte de materiais ferrosos.

Este gás é constituinte do óleo cru e recuperado tal como outros subprodutos do petróleo em refinarias. O gás é estocado de forma condensada sob pressão em esferas.

Finalizando sobre gases para oxicorte

O oxicorte necessita de uma mistura de gases. Mostramos acima que é necessário o oxigênio e ao menos um gás combustível.

Os gases combustíveis mais utilizados é o Acetileno e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Espero que tenha compreendido e possa escolher qual gás mais indicado para o oxicorte.

Quer saber mais sobre soldagem para ajudar a sua empresa?

Clique na imagem ou no link abaixo e baixe “E-book – Oxicorte

O que a Alusolda faz?
A Alusolda oferece Locação, manutenção de equipamentos, e comércio de produtos no segmento de solda e corte.

Faça um orçamento sem compromisso no telefone (62) 3250-0707. Nossos melhores colaboradores irão te atender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *