Principais características do processo de corte Plasma

Caracteristicas do processo de corte plasma 2
quais as características do corte plasma

Você conhece as principais características que envolvem o processo de corte plasma?

Os três estados da matéria normalmente conhecidos são: sólido, líquido e gasoso. Aumentando o nível de energia obtemos o quarto estado conhecido com o plasma que é produzido pela dissociação das moléculas de um gás, que depois de ionizado torna-se condutor de corrente elétrica.

Histórico

O processo de corte plasma foi desenvolvido na década de 50, e utiliza o arco transferido confinado para cortar metais, este arco é formado a partir de alta voltagem e alta pressão do ar estabelecendo uma corrente direta na qual o eletrodo é conectado ao pólo negativo e a peça de trabalho ao pólo positivo.

A descarga de alta voltagem eleva consideravelmente o nível de energia transformando o gás aquecido em plasma atingindo temperaturas superiores atingindo 15000c°. Essa é uma característica interessante do processo de corte plasma.

O bico de corte que cujo diâmetro varia de 1 a 1,5mm é responsável pela transferência do calor do arco para a peça até o seu ponto de fusão, para produzir o corte as partículas fundidas são continuamente removidas pelo jato de plasma.

Utilizando-se argônio e hidrogênio e dependendo do equipamento o corte plasma pode atingir temperatura de até 25000c°.

Características do corte plasma

O processo plasma utiliza um arco elétrico concentrado que derrete o material através de um feixe de plasma de alta temperatura. Todo material condutor pode ser cortado. Os gases do plasma são: ar comprimido, nitrogênio, oxigênio ou argônio/hidrogênio, usados para cortar aços de liga leve e alta liga, alumínio, cobre e outros metais e ligas.

O processo de corte a plasma possui características que podem ser complementares para trabalhos especiais. Algumas dessas são: produção de pequenas séries, atingindo tolerâncias apertadas ou acabamentos melhorados.

O início do corte é praticamente instantâneo e produz uma deformação mínima da peça de trabalho. Este processo permite a usinagem em altas velocidades de corte e menos tempo de inatividade. Também permite corte com espessuras de 0,5 a 160 mm, utilizando unidades de plasma até 1000A. O corte a plasma também permite que o aço estrutural usinado possa ser chanfrado com até 30 milímetros. Uma das características mais notáveis ​​é a alta qualidade e acabamento do corte.

Podemos destacar então como características do processo de corte plasma:

  • Oferece moderna tecnologia para todos os materiais eletro-condutores, usados principalmente em aços estruturais, inoxidáveis e metais não ferrosos;
  • Apresenta baixo calor de distorção do metal devido ao arco de plasma densamente concentrado;
  • Contém altas velocidades de corte (5 a 7 vezes mais rápido que o corte oxi-gás) e baixo tempo morto (não é necessário pré-aquecimento);
  • Corta materiais com espessura de 0,5 a 160 mm;
  • É bastante eficiente em cortes em aços estruturais de até 30 mm, verticais e em chanfros;
  • Corta na mais alta qualidade obtida com feixe de plasma ou método de plasma com injeção de água.

Concluindo

O processo de corte a plasma começou a ser desenvolvido e usado no século passado. As várias características do corte plasma devem ser compreendidas para saber escolher se deve ser utilizado.

Compartilhe este texto com outros companheiros para ajudá-los a conhecer mais sobre o corte a plasma.

Quer saber mais sobre soldagem para ajudar a sua empresa?

Clique na imagem ou no link abaixo e baixe “Guia completo de Corte Plasma

O que a Alusolda faz?
A Alusolda oferece Locação, manutenção de equipamentos, e comércio de produtos no segmento de solda e corte.

Faça um orçamento sem compromisso no telefone (62) 3250-0707. Nossos melhores colaboradores irão te atender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *