Substituir pessoas por máquinas? Parte 3

Homem vs maquina 2

Estratégia de substituição da tecnologia pelo trabalhador

vale a pena substituir pessoas por máquinas

Esse material facilita e fornece uma visão de redistribuição dos trabalhos do seu setor ou empresa partindo do princípio de pessoas x tecnologia. Então voltamos à pergunta base: compensa substituir pessoas por máquinas?

Para uma maximização do valor de pessoas e máquinas e avaliar apropriadamente suas opções, as organizações precisam escolher entre uma estratégia de custo e uma estratégia de valor.

Se você ainda não leu o texto anterior, que também trás informações importantes sobre substituir pessoas por máquinas, clique aqui.

A estratégia de custo prevê a troca de pessoa por máquinas com o objetivo de redução de custos.

Já a estratégia de valor visa aumentar o valor complementando o trabalho com tecnologias ou designando a tarefa a pessoas mais qualificadas.

Como uma escolha de automação pode influenciar no processo de substituir pessoas por máquinas?

Vejamos como cada uma das escolhas de automação traria resultado diferente sob cada uma das duas estratégias, usando como exemplo a tecnologia cognitiva  para tradução automática no caso do profissional de tradução:

1- Substituição

  • Sob a Estratégia de Custo: as empresas substituem funcionários por sistemas cognitivos que realizam o trabalho similar ao humano. O apelo financeiro é claro, mas limitado à economia. Efeito: Demite o funcionário.
  • Sob a Estratégia de Valor: as empresas alocam pessoas em novas funções ou expandem seus papéis, ou, ainda, empregam sistemas cognitivos que apresentem desempenho superior ao das pessoas, em velocidade ou qualidade. Efeito: Realoca o funcionário.

2- Automatização (Máquina x Pessoa)

  • Sob a estratégia de Custo: automatiza-se o trabalho para reduzir o custo com pessoal. Isso pode gerar alienação e perda de poder para pessoas criativas e muito habilidosas. Efeito: Acelera o trabalho, reduz a equipe e talvez aliene pessoas criativas.
  • Sob a estratégia de Valor: usa a automação para criar ofertas de baixo custo que atendam um novo segmento de mercado, oferecendo qualidade e preços diferentes variando segundo o grau de automação usado na tradução e contratando tradutores menos experientes para fazer a edição do texto. Efeito: Cria ofertas de baixo custo e emprega trabalhadores menos qualificados ou experientes.

3- Alivio

  • Sob a estratégia de Custo: leva à eficiência pela redução do número de pessoas, principalmente em trabalhos de atendimento como call centers. Efeito: Elimina tarefas de rotina, aumenta a produtividade e reduz equipe.
  • Sob a estratégia de Valor: usa a automação para ampliar ou mudar o foco das pessoas para tarefas de maior valor e mais difíceis. Efeito: Realoca pessoas em tarefas de maior valor e cria mais valor para o cliente.

4- Empoderamento

  • Sob a estratégia de Custo: usa o sistema cognitivo para dar mais poder aos funcionários menos qualificados para realizar tarefas que antes eram feitas por profissionais mais qualificados. Efeito: Melhora o desempenho das pessoas. Vemos assim um benefício em substituir pessoas por máquinas.
  • Sob a estratégia de Valor: emprega-se um sistema cognitivo não só para dar esse poder, mas também para treinar as pessoas e desenvolver suas habilidades. Possibilitando enriquecer o desempenho até de funcionários altamente especializados. Efeito: Melhora o desempenho das pessoas e enriquece suas capacidades.

À medida em que as tarefas rotineiras são automatizadas, as habilidades necessárias para realizá-las tornam-se menos valorizadas.

As tarefas mais complexas que exigem mais capacidade ganham importância, como por exemplo: solução de problemas, pensamento crítico, iniciativa, capacidade de lidar com dificuldades, etc.

Atividades como design de produtos, serviços, entretenimento e construção de ambientes que agradam as pessoas não tendem a ser tarefas realizadas por máquinas tão cedo.

Esse estudo nos dá um panorama muito bom do rumo que a empresa está tomando ou quer tomar baseado nas 4 estratégias (substituição, automatização, alívio e empoderamento) para substituir de pessoas por máquinas, ou seja, de pessoal por tecnologia.

Quer saber mais sobre soldagem para ajudar a sua empresa?

Clique na imagem ou no link abaixo e assista “5 etapas para resolver os desafios do supervisor de produção

Quem é a Alusolda
A Alusolda oferece Locação, manutenção de equipamentos, e comércio de produtos no segmento de solda e corte. Fale com nossa equipe em (62) 3250-0707 e peça o seu orçamento sem compromisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This