Soldagem Tig: os detalhes importantes no processo

Detalhes importantes no processo de solda tig 1
o que é importante e não pode esquecer para o processo de solda tig

O processo de soldagem

Sempre existem alguns detalhes que passam despercebidos durante a execução da soldagem Tig. O processo de solda tig é bem conhecido por grande parte dos soldadores e como os demais tipos de processos ele contém suas características particulares.

Para começar vamos lembrar o seu funcionamento. No processo TIG, o arco elétrico se estabelece entre a peça de trabalho e um eletrodo de tungstênio que não se consome.

A poça de fusão e o eletrodo são protegidos contra os efeitos do ar atmosférico por um gás inerte, cujo fluxo é direcionado por um bocal que circunda o eletrodo e quando necessário é adicionado metal (metal de adição).

Aproximadamente 70% do calor gerado fica concentrado no terminal positivo do processo.

Histórico do processo TIG

O processo TIG foi introduzido na década de 30 na indústria aeronáutica direcionada para a área militar para soldagem do alumínio e suas ligas.

Na época de seu desenvolvimento já era bastante conhecida a importância de um gás de proteção para evitar o aparecimento de defeitos no cordão de solda.

Utilizado na soldagem dos principais metais em todos os setores industriais o processo TIG apresenta alta qualidade e alta resistência estrutural.

Vantagens do processo de solda TIG

  • Melhor acabamento entre os processos;
  • Ótima qualidade das propriedades mecânicas de soldagem;
  • Estanquiedade e acabamento sanitário;
  • Não necessita de metal de adição em determinadas espessuras e preparações;
  • Soldável em qualquer posição;
  • Permite controlar o aporte de calor na peça a ser soldada:

Energia [ KJ/mm ] =    Tensão [ V ] x Corrente [ A ] x 0,06   .

___________________________________

Velocidade de soldagem [ mm/min ]

Desvantagens do processo de solda TIG

  • Baixa produtividade;
  • Alto custo de implantação;
  • Exige mão-de-obra qualificada.

Formas de soldagem TIG

Soldagem Autógena: é aquela onde não se utiliza metal de adição. Utilizada em juntas sobrepostas, raízes sem abertura, juntas com ângulo exterior e espessuras finas.

Soldagem com metal de adição: é toda solda efetuada, independente do tipo de junta ou finalidade, com adição de metal.

Obs.: Alguns aços requerem soldas com metal de adição devido a sua composição química e assim exclui a possibilidade da soldagem autógena.

Variáveis do processo de soldagem TIG

Tensão do arco elétrico

A tensão do arco está diretamente ligada ao comprimento do arco. Ela é uma resultante da união de muitas variáveis inerentes a operação, são elas:

  • A distância entre o eletrodo e a peça;
  • A corrente de soldagem;
  • Tipo de gás de proteção;
  • Afiação do eletrodo.

A tensão do arco influência também a largura da poça de fusão e a penetração, ou seja, tem resultado direto na característica do cordão.

Tipos de corrente

Corrente contínua (CC): Utilizada na soldagem de aço carbono, aço inox, cobre, níquel e titânio. (Veja o link)

Corrente alternada (CA): Utilizada na soldagem de alumínio e suas ligas. (Veja o link)

Corrente Alternada

Velocidade de soldagem tig

A velocidade de trabalho afeta a penetração e a largura do cordão.

Afiação do eletrodo

A afiação do eletrodo de tungstênio varia de acordo com o tipo de corrente que será utilizada. Para soldagem em corrente contínua (CC), o eletrodo deve ser afiado como um lápis.

Para soldagem em corrente alternada (CA), a ponta deve ser arredondada.

Gás Lens

Para soldagem de aços inoxidáveis, titânio e aços ferramentas foi desenvolvido um difusor de gás especial conhecido com sistema gás lens que melhora a proteção de gás na região de solda, nesse sistema micro feixes de gás oferecem melhor proteção com o mesmo fluxo usado no sistema convencional.

Aprenda mais sobre o Processo TIG/GMAW neste vídeo-curso Grátis:

Material de adição, um detalhe do processo de soldagem tig

O material de adição deve estar de acordo com o material base. Porém nem sempre é necessária sua utilização, podendo ser realizado apenas o caldeamento para a união de duas chapas.

Método de soldagem TIG manual

1) Uma vez iniciado o arco, o eletrodo é movido circularmente até o estabelecimento da poça de soldagem.

2) A tocha deve ser inclinada como na figura acima e é movida ao longo da junta para fundir progressivamente as superfícies. O metal de adição deve ser adicionado no inicio da poça.

Tecnologia dos Equipamentos

  • Convencional AC/DC: Transformador com núcleo móvel.
  • Tiristorizada AC/DC: Ajuste da corrente de soldagem através de potenciômetro. Maior precisão
  • Inversora DC: Equipamento eletrônico, portátil e de fácil manuseio.
  • Conclusão

    processo de solda tig é largamente utilizado nos dias atuais, por ser versátil. Contudo ele demanda atenção aos elementos mencionados acima. Esperamos que este post ajude você a reparar mais durante a soldagem.

    Quer saber mais sobre soldagem para ajudar a sua empresa?

    Clique na imagem ou no link abaixo e assista “Vídeo-Curso de Solda TIG/GMAW

    O que a Alusolda faz?
    A Alusolda oferece Locação, manutenção de equipamentos, e comércio de produtos no segmento de solda e corte.

    Faça um orçamento sem compromisso no telefone (62) 3250-0707. Nossos melhores colaboradores irão te atender.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.